Phalaenopsis: características e tipos (Orquídea borboleta)

A Phalaenopsis, também conhecida como orquídea borboleta ou orquídea mariposa, é uma das espécies mais populares e amplamente cultivadas do gênero Phalaenopsis. Originária das regiões tropicais do Sudeste Asiático, como Filipinas, Indonésia, Malásia e Austrália, a Phalaenopsis é apreciada por suas flores exuberantes, duradouras e sua capacidade de florescer várias vezes ao longo do ano.

Características da Phalaenopsis (Orquídea borboleta)

As folhas da Phalaenopsis são geralmente largas, planas e arqueadas, com uma textura suave e brilhante. Elas crescem em forma de leque a partir do centro da planta e são verdes em várias tonalidades. As raízes da Phalaenopsis são aéreas, grossas e prateadas, e possuem a capacidade de absorver a umidade e os nutrientes do ar. Essas raízes são adaptadas para se prender a troncos de árvores e outras superfícies, permitindo que a orquídea cresça como epífita.

A Phalaenopsis produz inflorescências que surgem das hastes das folhas. Cada inflorescência pode apresentar de uma a várias flores, dependendo da variedade. As flores possuem um formato característico, com pétalas grandes e arredondadas, lembrando as asas de uma borboleta, o que deu origem ao seu nome popular. As cores das flores variam muito, incluindo branco, rosa, roxo, amarelo e diversas combinações e padrões.

Phalaenopsis

Tipos de Orquídea da espécie

Cada uma dessas variedades de Phalaenopsis possui suas próprias características distintas, tornando-as populares entre os cultivadores de orquídeas e colecionadores devido à sua beleza e diversidade. Com os cuidados adequados, essas orquídeas podem florescer exuberantemente e proporcionar um espetáculo de cores e formas únicas.

  • Phalaenopsis aphrodite: Essa é uma espécie nativa das Filipinas. Possui flores de cor branca com delicados detalhes rosa na extremidade das pétalas e sépalas.
  • Phalaenopsis amabilis: Considerada a espécie tipo do gênero Phalaenopsis, é uma orquídea nativa do Sudeste Asiático. Suas flores são brancas e podem apresentar manchas amarelas ou rosa na garganta.
  • Phalaenopsis gigantea: Essa espécie é conhecida por suas flores grandes e espetaculares, com pétalas em tom de verde claro e sépalas brancas ou creme. É nativa do sudeste asiático e pode ser encontrada em florestas tropicais.
  • Phalaenopsis schilleriana: Nativa das Filipinas, essa espécie possui flores de cor rosa pálida, muitas vezes com um centro mais escuro. Suas flores são bastante ornamentais e atraentes.
  • Phalaenopsis bellina: É uma orquídea originária de Bornéu e Malásia. Suas flores são de cor rosa a roxo e possuem um perfume doce e agradável.
  • Phalaenopsis mini: Como mencionado anteriormente, são versões menores das Phalaenopsis híbridas, com flores e folhas menores. São ótimas para cultivo em espaços reduzidos e podem ser cultivadas em vasos menores.
  • Phalaenopsis stuartiana: Essa espécie é nativa das Filipinas e possui flores de cor branca ou creme com uma delicada coloração rosa nas extremidades das pétalas e sépalas.
  • Phalaenopsis equestris: Originária de Taiwan e sudeste asiático, essa espécie possui flores pequenas e vibrantes, em cores como rosa, roxo e branco.
  • Phalaenopsis pulcherrima: Nativa das Filipinas, essa espécie possui flores de cor branca com bordas rosa ou roxas nas pétalas e sépalas.
  • Phalaenopsis violacea: Essa espécie é nativa do sudeste asiático e possui flores de cores variadas, incluindo branco, rosa, roxo e azul.
  • Phalaenopsis cascata: Essa variedade é caracterizada por suas hastes longas e pendentes, que lembram uma cascata de flores. Suas flores podem ser encontradas em várias cores.
  • Phalaenopsis lueddemanniana: Originária das Filipinas e Malásia, essa espécie apresenta flores grandes, em tons de branco, rosa, roxo e azul, e é conhecida por sua elegância.
Confira:  Orquídeas Dendrobium: características (olhos de bonecas)

Cultivo da Phalaenopsis passo a passo

Aqui estão os passos básicos para cultivar a orquídea Phalaenopsis com sucesso:

  1. Escolha da Planta: Adquira uma planta saudável e de qualidade em um viveiro ou loja especializada em orquídeas. Verifique se a planta possui folhas verdes, sem sinais de pragas ou doenças, e raízes firmes e prateadas.
  2. Ambiente Adequado: As Phalaenopsis preferem luz indireta brilhante. Coloque a planta próximo a uma janela com cortina, onde ela receba luz filtrada durante a maior parte do dia. Evite a exposição direta ao sol intenso, que pode queimar as folhas.
  3. Temperatura e Umidade: Mantenha a planta em um ambiente com temperatura entre 18°C a 30°C durante o dia e ligeiramente mais fresco à noite. As Phalaenopsis também apreciam umidade relativa entre 50% e 70%. Use um umidificador ou coloque uma bandeja com pedras úmidas ao redor da planta para aumentar a umidade.
  4. Rega: Regue a planta regularmente, mantendo o substrato levemente úmido. Evite encharcar o substrato, pois o acúmulo de água pode levar ao apodrecimento das raízes. A frequência de rega pode variar de acordo com a temperatura e umidade do ambiente.
  5. Substrato: Utilize um substrato específico para orquídeas, como casca de pinus, carvão vegetal e musgo sphagnum. Essa mistura proporciona uma boa drenagem e aeração para as raízes da Phalaenopsis.
  6. Adubação: Durante o período de crescimento ativo, adube a orquídea com um fertilizante balanceado para orquídeas, seguindo as instruções do fabricante. Evite fertilizar em excesso, pois isso pode prejudicar a planta.
  7. Floração: As Phalaenopsis podem florescer em diferentes épocas do ano, mas principalmente na primavera e no inverno. Para estimular a floração, forneça um período de temperaturas mais frescas à noite e reduza as regas após o término da floração.
  8. Poda: Após a floração, corte as hastes florais secas ou murchas próximas à base da planta. Isso estimula o crescimento de novas hastes e flores.
  9. Repotting: As Phalaenopsis precisam ser repotadas periodicamente, a cada 1-2 anos, para garantir um bom crescimento e saúde das raízes. O momento ideal para o repotting é após a floração, quando a planta está em crescimento ativo. Use um vaso ligeiramente maior e um novo substrato fresco.
Confira:  Encyclia - Características e como cultivar essa orquídea

Com esses cuidados adequados, você poderá cultivar a orquídea Phalaenopsis com sucesso e apreciar suas deslumbrantes flores por muitos anos. Lembre-se de que cada planta é única e pode ter necessidades específicas, portanto, observe as características individuais de sua Phalaenopsis para fornecer o melhor cuidado possível.

Onde comprar e qual média de preço?

Você pode encontrar mudas de Phalaenopsis em diversas lojas especializadas em plantas, floriculturas, viveiros, feiras de plantas e também em algumas lojas online como Mercado Livre ou Shopee. Além disso, muitos orquidários e produtores de orquídeas vendem mudas diretamente aos consumidores.

Os preços das mudas de Phalaenopsis podem variar dependendo da localização, tamanho da muda, variedade, estado da planta e da fonte de compra. Em geral, mudas menores e mais jovens tendem a ser mais baratas do que plantas mais desenvolvidas ou com flores.

A média de preços de mudas de Phalaenopsis pode variar entre R$ 20,00 a R$ 100,00 ou mais, dependendo das características mencionadas acima. Por exemplo, mudas de Phalaenopsis mini ou mudas de variedades mais raras e exóticas costumam ter preços mais elevados. Além disso, se a planta já estiver em floração ou próximo dela, o preço também pode ser mais alto.

É sempre recomendado comprar mudas de fornecedores confiáveis para garantir a qualidade e saúde das plantas. Antes de fazer a compra, verifique a reputação do vendedor, busque informações sobre a origem da muda e, se possível, visite o local pessoalmente para inspecionar a planta antes de adquiri-la. Dessa forma, você terá mais chances de obter uma muda saudável e de qualidade para começar o seu cultivo.

Confira:  Cymbidium: Tudo sobre esse tipo de orquídeas
Phalaenopsis

Este artigo foi útil para você? avalie usando as estrelas abaixo, deixe um comentário com sua opinião, compartilhe nas redes sociais com amigos e não se esqueça de conferir nossos outros artigos sobre plantas, flores, jardinagem e paisagismo.

Avalie este artigo
Compartilhe nas suas redes sociais!
Edward

Edward

Mais um apaixonado por jardinagem que adora compartilhar conhecimento!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *