Gabiroba: O que é? para que serve? e como plantar

Gabiroba é uma árvore frutífera nativa da América do Sul, seu nome de origem indígena e tem como significado “árvore da casca amarga” e é bem comum de se encontrar no cerrado e tem ótimos benefícios.

O que é guabiroba?

A guabiroba é uma fruta originária da América do Sul, encontrada em países como Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. Seu nome é de origem indígena que significa “árvore da casca amarga”. É também conhecida por outros nomes regionais, como gabiroba, guavira, guavirova, araçá-congonha, Guavira e guaviru.

A guabiroba pertence à família Myrtaceae e é o fruto de várias espécies do gênero Campomanesia. É uma fruta de tamanho pequeno a médio, com formato arredondado ou oval e casca geralmente verde quando imatura, que pode mudar para uma coloração amarelo-alaranjada quando madura. A polpa da guabiroba é suculenta, geralmente de cor amarelo-alaranjada e possui sabor agridoce, podendo variar em intensidade de acordo com a espécie e o grau de maturação. A fruta pode conter uma ou mais sementes em seu interior.

Gabiroba

A guabiroba é apreciada por seu sabor tropical único e é frequentemente consumida in natura, sendo usada em preparo de sucos, sorvetes, doces, geleias e licores. Além do consumo humano, a guabiroba também é utilizada na alimentação de animais silvestres e na medicina popular de algumas regiões, sendo atribuídas propriedades medicinais a suas folhas, casca e polpa.

Benefícios da Gabiroba

A guabiroba é uma fruta que é considerada uma fonte de nutrientes, contendo vitaminas (principalmente vitamina C), minerais, fibras e compostos antioxidantes. Acredita-se que possua propriedades medicinais, sendo usada popularmente manter o bom funcionamento do intestino, diminuir o colesterol, prevenir anemia, equilibrar a pressão arterial, prevenir o envelhecimento precoce, fortalecer o sistema imunológico, ajudar na perda de peso, controlar os níveis de glicose, prevenir osteoporose. No entanto, é importante ressaltar que o uso medicinal da guabiroba deve ser feito com orientação adequada de um profissional de saúde.

Confira:  Tipos de árvores: 🌳 Para jardins, calçadas, frutíferas 🍂
Gabiroba

Tabela nutricional

Componentes8 unidades de gabiroba fresca (100g)
Energia76 calorias
Proteínas1,4 g
Carboidratos10,82 g
Gorduras1,7 g
Fibras7,1 g
Potássio215 mg
Cálcio161,4 mg
Magnésio77,9 mg
Manganês2,4 mg
Beta-caroteno2973 mcg
Alfa-caroteno1208 mcg
Vitamina C559,6 mg
Tabela via: tuasaude.com

A guabiroba também possui valor cultural e ecológico em algumas regiões onde é encontrada, sendo considerada uma espécie nativa importante para a biodiversidade local e utilizada em práticas tradicionais de uso sustentável da flora. É uma fruta que ainda é pouco conhecida fora das regiões onde é cultivada, mas que vem ganhando destaque em estudos científicos e despertando interesse por sua diversidade genética e potencial uso alimentício e medicinal.

Gabiroba

Como plantar Gabiroba passo a passo?

Veja como plantar gabiroba passo a passo, você pode seguir essas dicas ou assistir o vídeo abaixo:

  1. Escolha do local: A guabiroba geralmente cresce melhor em locais ensolarados ou parcialmente sombreados, com solo fértil, bem drenado e com boa disponibilidade de água. É importante selecionar um local adequado que atenda a esses requisitos.
  2. Preparo do solo: Prepare o solo removendo eventuais detritos e ervas daninhas. Se necessário, faça a correção do solo com matéria orgânica, como composto orgânico, esterco curtido ou húmus de minhoca, para melhorar a fertilidade e a estrutura do solo.
  3. Plantio: A guabiroba pode ser propagada por sementes ou por meio de mudas. Para plantar a partir de sementes, coloque as sementes em um recipiente com substrato úmido e mantenha-o em local protegido e com boa luminosidade até as mudas estarem grandes o suficiente para serem transplantadas para o local definitivo. Para o plantio das mudas, faça um buraco no solo com tamanho suficiente para acomodar a muda, coloque-a no buraco e cubra com terra, pressionando levemente ao redor para fixar a muda.
  4. Rega: A guabiroba gosta de umidade, portanto, é importante manter o solo sempre úmido, mas não encharcado. Regue regularmente, especialmente durante períodos secos ou quentes, evitando o acúmulo de água em excesso, o que pode causar apodrecimento das raízes.
  5. Adubação: A guabiroba pode se beneficiar de adubações periódicas para promover um crescimento saudável e uma boa produção de frutos. Utilize um adubo rico em nutrientes, como NPK (nitrogênio, fósforo e potássio), seguindo as recomendações de dosagem do fabricante e aplicando de acordo com a fase de crescimento da planta.
  6. Pragas e doenças: A guabiroba é geralmente resistente a pragas e doenças, mas pode ser afetada por alguns problemas, como cochonilhas, pulgões e fungos. Monitore regularmente a planta e, se necessário, utilize medidas de controle adequadas, como o uso de inseticidas ou fungicidas específicos, de acordo com as recomendações do fabricante.
  7. Poda: A guabiroba pode se beneficiar de podas periódicas para promover um crescimento mais compacto e uma melhor formação da copa. Realize podas de limpeza, removendo galhos secos, doentes ou mal formados, e também pode-se fazer podas de formação, direcionando o crescimento da planta de acordo com o formato desejado.
Confira:  Ficus benjamina: características, como cultivar a árvore

Lembrando que as orientações específicas para o plantio da guabiroba podem variar de acordo com a espécie e as condições climáticas e de solo da região onde será cultivada. É sempre recomendado consultar informações detalhadas e específicas sobre a espécie de guabiroba que você deseja plantar e adaptar as práticas de cultivo de acordo com as condições locais.

Avalie este artigo
Compartilhe nas suas redes sociais!
Redação

Redação

Compartilhando conhecimentos sobre jardinagem, paisagismo, flores e plantas. 💚

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *